Translate

Receba por e-mail nossas publicações

terça-feira, 24 de julho de 2012

Rugas e flacidez


Conheça os sete melhores nutrientes para afastar rugas e flacidez

Muito se fala sobre a importância da alimentação para manutenção do peso e a prevenção de doenças, mas o que nem todo mundo sabe é que ela influencia até mesmo a sua aparência. Consumir grandes quantidades de açúcar, por exemplo, pode levar à má oxigenação celular e, consequentemente, ao envelhecimento precoce. Felizmente, também é possível contar com uma grande variedade de nutrientes que estimulam a produção de colágeno da pele e combatem radicais livres, impedindo a degeneração celular. Conheça quais são eles e onde é possível encontrá-los.

Tomate
Poderoso antioxidante, o licopeno está presente em alimentos de cor vermelha, como a melancia, a goiaba e, principalmente, o tomate. "Ele potencializa a ação das enzimas que combatem radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular", explica o nutrólogo Roberto Navarro, da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). Além disso, estudos mostram que ele pode ser um eficaz protetor contra os raios solares. Prefira investir em molhos e extratos de tomate, pois o nutriente é melhor absorvido quando cozido ou processado.

Betacaroteno
"Assim como o licopeno, o betacaroteno faz parte da família dos carotenoides e é o principal precursor da vitamina A", afirma a nutricionista Daniela Cyrulin, da clínica Nutri & Consult, em São Paulo. Ele pode ser encontrado em alimentos amarelados ou alaranjados, como cenoura, abóbora e batata-doce. Sua principal atuação é como antioxidante, combatendo alterações celulares que poderiam levar ao envelhecimento da pele. A vitamina A, por sua vez, auxilia na restauração de lesões da pele e equilibra a produção de secreções das glândulas sebáceas, o que dificulta o entupimento ou a inflamação dos poros, que poderia causar espinhas.

Ômega-3
Muita gente não sabe, mas a gordura insaturada é fundamental para ter uma pele bonita. "A deficiência desse nutriente deixa a pele ressecada, pois ela não é lubrificada adequadamente sem gordura', explica a nutricionista Nathália Grijó Guedes, da clínica Nutri Action, em Santos. Ela recomenda consumir peixes, como salmão e atum, além de alimentos como a castanha do Pará e amêndoas. Todas essas opções são ricas em ômega-3, uma gordura poli-insaturada.

Proteínas
A ingestão de proteínas é fundamental para a produção de colágeno. Para serem aproveitadas pelo organismo, entretanto, elas precisam ser quebradas em pequenas unidades chamadas aminoácidos. "Os alimentos que possuem maior variedade de aminoácidos que o nosso corpo não consegue produzir são as carnes, o leite e ovos", explica o nutrólogo Roberto. Por isso, vale a pena incluir porções desses itens no cardápio. Para vegetarianos, o que mais se aproxima desses alimentos é a soja. Também é possível aumentar a oferta desses nutrientes consumindo o tradicional arroz com feijão que, juntos, constituem uma refeição altamente nutritiva.

Flavonoides
Flavonoides são substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias que podem ser encontradas em frutas secas, no chá verde, na uva e até no chocolate amargo. "Esses nutrientes agem sobre as enzimas que combatem os radicais livres, impedindo a deterioração celular", explica o nutrólogo Roberto. Eles ainda são fundamentais para a absorção de vitamina C, que estimula a produção de colágeno. Esta, por sua vez, pode ser encontrada em frutas cítricas, como a laranja e o limão.

Probióticos
Probióticos são alimentos que possuem micro-organismos vivos em sua composição. Tal característica faz com que ele ajude a repor as bactérias benéficas no corpo, o que indiretamente leva a uma melhora da pele como um todo. "Pessoas com problemas gastrointestinais estão mais propensas a sofrer com acne e outros problemas de pele", aponta a nutricionista Nathália. Boas fontes de probióticos são iogurtes e leites fermentados.

Vitamina E
"A vitamina E é um antioxidante que está presente em vegetais de cor verde escuro, como o espinafre, a couve e o agrião", afirma a nutricionista Nathália. Ela protege as células da ação dos radicais livres, impedindo o envelhecimento precoce da pele. Além disso, o nutriente auxilia na ação da vitamina A, importante para a formação da camada de gordura natural da pele. Óleos vegetais também são boas fontes, como o de soja, cártamo e girassol, mas eles não podem ser submetidos a altas temperaturas para não perder parte da vitamina.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Vitamina C


Vitamina C

Vitamina C – não fique sem ela


Estamos acostumados a pensar na vitamina C apenas para combater a gripe, mas ela tem muitas outras utilidades que você não dever deixar de saber, pois pode evitar sérias doenças, não só as ligadas ao aparelho respiratório como a asma, pulmão, principalmente os famosos chiados, mas também alergias, doenças da articulação (o ácido ascórbico estimula a excreção de ácido úrico, um agente inflamatório presente nas articulações), gengiva, músculos e até doenças relacionadas aos olhos.
Esta vitamina protege o tecido conjuntivo, que além de ser ricamente vascularizado, atua como suporte dos vasos sanguíneos, dos ossos, da dentina, cartilagem,etc. A vitamina C, regenera a vitamina E (antioxidante), combatendo fortemente os radicais livres. Paralisa a degradação das células do corpo e então, previne o desenvolvimento de tumores e de problemas cardiovasculares.
Por diversos aspectos, a vitamina C é capaz de tornar mais lento o envelhecimento, principalmente porque produz colágeno, que é a proteína que deixa a pele mais tonificada.
A vitamina C ainda participa da defesa do corpo, pele, cabelo, artérias.
A carência, que é a falta do acido ascórbico no organismo, pode provocar o escorbuto.
A dosagem necessária diária é de 90 miligramas para o homem e 75 mg para a mulher, que parece muito, mas apenas uma acerola, contém 234 mg. Então não há necessidade de exagerar nas doses, o que pode não ser aconselhável para quem tem tendências às pedras nos rins, devido ao oxilato que é um produto derivado da vitamina C e contribui para a formação dos cálculos renais. Inevitável que o excesso seja eliminado e não acumulado no organismo. Então, é sempre melhor ingerir diariamente, para proteger o sistema imunológico contra vírus e bactérias (infecções).
Suplementos feitos em laboratórios nunca substituirá a vitamina natural e com uma boa dieta alimentar, a vitamina C é muito mais eficaz.
Os sabores nem sempre identificam a presença da vitamina, pois encontra-se em alimentos ácidos como o limão, também na goiaba e mamão, que são doces.
Dicas para melhor aproveitamento:
- Nunca liquidifique, pois perde parte do seu valor, quando evapora entrando em o contato com o ar.
- Fumantes, alcoólatras e grávidas, devem ingerir um pouco mais que o recomendado.
- Ingerir sempre cru, pois o cozimento destrói as vitaminas.
- Embora alguns especialistas acreditem que pode ser ingerida até 30 minutos após seu preparo, o ideal é ingerir imediatamente, perceba que, com a demora, o gosto e a cor ficam diferentes.
ALGUMAS DOSAGENS DA VITAMINA C EM UNIDADE:
Acerola – 235 mg
Caju – 220 mg
Goiaba – 219 mg
Kiwi – 88 mg
Laranja – 53 mg
Limão – 39 mg
Pimentão amarelo – 230 mg
Suzete é Naturopata, Iridóloga e Instrutora dos Exercícios Visuais. Autora do livro: Cuide de Seus Olhos
Contato: suzete@saudeintegral.com
Sites: www.saudeintegral.com, www.iridologiasp.com.br e www.metodobates.com.br

quinta-feira, 5 de julho de 2012

QUEIMADURAS E A CLARA DE OVO


imagem eggCerta vez, uma pessoa sofreu sérias queimaduras no braço e rosto, por causa de uma explosão de gás. Uma conceituada enfermeira recomendou água, muita água corrente, e depois, mel para tirar a dor.
A dor começou a ficar insuportável, resolveram então, usar clara de ovo: o alívio foi imediato; mas necessário quase uma hora de aplicação para passar a dor.
Para surpresa de todos: Nenhuma sequela.
Outra pessoa queimou grande parte da mão com água fervendo, colocou então a mão em baixo da torneira bastante tempo para tirar aquele calor inicial, porque a dor era violenta; abriu 2 ovos, separou as claras, bateu um pouco e ficou com a mão naquela “coisinha chata”, que era a clara.
A mão estava tão queimada que assim que ela colocava a clara em cima, secava e ficava uma película, depois veio a saber que a clara é um colágeno natural.
Ficou pelo menos uma hora colocando camadas de claras na mão. À tarde, não sentia mais dor alguma, e no dia seguinte apenas havia a marca vermelha arroxeada onde havia queimado.
Ela pensou que ficaria com uma cicatriz horrível, mas para sua surpresa, depois de 10 dias não estava com nenhuma marca do acontecido, nem a cor da pele mudou.
A parte queimada foi totalmente recuperada pelo colágeno existente na clara de ovos, que na verdade é uma placenta cheia de vitaminas.
Em um curso de Agente de Saúde Comunitária foi ensinado que, na hora da queimadura, seja lá qual for extensão, a primeira providência é colocar a parte afetada debaixo de água fria corrente até que o calor diminua e pare de queimar outras camadas de pele. Depois devemos passar clara de ovo, levemente batida.
Este artigo nos chegou pela internet, resumimos e, como a informação é útil, resolvemos passar para vocês.
Suzete é Naturopata, Iridóloga e Instrutora dos Exercícios Visuais. Autora do livro: Cuide de Seus Olhos
Contato: suzete@saudeintegral.com
Sites: www.saudeintegral.com, www.iridologiasp.com.br e www.metodobates.com.br

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Nosso corpo fala


fotoemocaoQuando alguém está doente ou quando acontece um acidente, a primeira coisa que deve se perguntar é: O que esta isto quer me dizer?
Somos nós quem atraimos as situações boas ou más para nossas vidas pelos nossos pensamentos oriundos do nosso emocional ou da própria defesa que criamos por medos, insegurança ou até por poder.
Quem não teve oportunidade de ver uma criança fazer uma febre quando seus pais viajaram e repentinamente melhoram quando eles voltaram?
Existem estudos que associam o conteúdo psicológico a vários tipos de doenças e incidentes, demonstrando que, quando não trabalhamos adequadamente nosso psique, temos que aprender de outra maneira e muitas vezes pela dor, pois poucos seres humanos estão preparados para aprender as lições da vida pelo amor.
Nem todos se deram conta da necessidade de se auto-analisar, por ser uma manifestação do inconsciente e muitas vezes, de difícil aceitação, pois até as pessoas mais esclarecidas, que já tem o conhecimento desta manifestação, tende a negar em vez de vivenciar para superar os desafios.
Esse tipo de abordagem pode até substituir os remédios se a pessoa conseguir “dissolver” a energia estagnada, quando se dará conta que uma emoção lhe domina, que pode liberar o sentimento e ficar livre de uma doença no corpo físico, de preferência com a ajuda de um profissional da área
Para Saúde Integral, toda doença tem um fundo psicológico e se este não for tratado, ainda que haja uma aparente melhora, pode ter reincidência. Então é preciso estar atento às “dores emocionais”, as tristezas, desejos e expectativas da vida.
Abaixo dicas da relação da emoção com o corpo físico:
AMIGDALITE: Emoções reprimidas, criatividade sufocada, pessoa que fala muito, ofende ou se tranca, não fala.
ANOREXIA: Ódio ao externo de si mesmo.
APENDICITE: Medo da vida. Bloqueio do fluxo do que é bom.
ARTERIOSCLEROSE: Resistência. Recusa em ver o bem.
ARTRITE: Crítica conservada por longo tempo. Pessoas que criticam a si ou que criticam o outro.
ASMA: Sentimento contido, choro reprimido. Necessidade de ser amado.
Bexiga – Pressão, apego
Boca – Disposição para receber
BRONQUITE: Ambiente família inflamado, gritos,  discussões.
Cabelos – Liberdade, poder
Coração – Capacidade de amar, emoção
Costas – Correção
CÂNCER: Mágoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo, ressentimento.
Coluna: Medo da vida
COLESTEROL: Medo de aceitar a alegria.
DERRAME: Resistência. Rejeição à vida.
DIABETES: Tristeza profunda, viver do passado.
DIARRÉIA: Medo, rejeição, fuga.
DOR DE CABEÇA: Autocrítica, falta de autovalorização, controle.
Dentes – Agressividade, vitalidade
ENXAQUECA: Medos sexuais. Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista.
Estômago – capacidade de absorção da vida, pensou que seria tudo diferente
FIBROMAS: Alimentar mágoas causadas pelo parceiro.
FRIGIDEZ: Medo. Negação do prazer, culpa.
Fígado – Avaliação, filosofia, religião, raiva, ressentimentos.
GASTRITE: Incerteza profunda. Sensação de condenação.
Gengivas – Desconfiança. Falta de dinheiro
HEMORRÓIDAS: Medo de prazos determinados. Raiva do passado.
HEPATITE: Raiva, ódio. Resistência a mudanças.
Intestino delgado – Elaboração, análise.
Intestino grosso – Inconsciente, ambição, indigestão com a vida.
INSONIA: Medo, culpa.
Joelhos – falta de humildade
LABIRINTITE: Medo de não estar no controle.
MENINGITE: Tumulto interior, falta de apoio.
Mãos – Entendimento, capacidade de ação, não consegue “agarrar”.
Membros – Movimentos, flexibilidade, atividade
Músculos – Mobilidade, flexibilidade, atividade
NÓDULOS: Ressentimento, frustração. Ego ferido.
Nariz – Poder, orgulho, sexualidade
Olhos – falta de discernimento. Não quer ver a realidade.
Ouvidos – Obediência. Não quer escutar alguém.
Órgãos genitais – Sexualidade
Ossos – Firmeza, cumprimento das normas, frustração por não fazer na vida o que gostaria.
PELE (acne): Individualidade ameaçada. Não aceitar a si mesmo.
PNEUMONIA: Desespero. Cansaço da vida, desamor.
PRESSÃO ALTA: Problema emocional duradouro não resolvido.
PRESSÃO BAIXA: Falta de amor em criança. Derrotismo.
PRISÃO DE VENTRE: Preso ao passado. Medo de não ter dinheiro suficiente. Agarra-se ao que é velho.
PULMÕES: Medo de absorver a vida, desilusão.
Pele – Delimitação, normas, contato, carinho, rejeição.
Pés – Compreensão, firmeza, enraizamento, humildade. Medo de caminhar na vida.
Pescoço – Medo, rigidez.
QUISTOS: Alimentar mágoa. Falsa evolução.
RESFRIADOS: Confusão mental, desordem, mágoas. Querendo por “algo “ para fora.
REUMATISMO: Sentir-se vítima, crítica, falta de amor, amargura.
RINITE ALÉRGICA: Congestão emocional, culpa, crença em perseguição.
Rins – Medos, discernimento, eliminação.
Sangue – Força vital, vitalidade
SINUSITE: Irritação com pessoa próxima.
TIREÓIDE: Humilhação, comunica-se mal.
TUMORES: Alimentar mágoas. Acumular remorsos.
ÚLCERAS: Medo. Crença de não ser bom o bastante.
Unhas – Agressividade
VARIZES: Desencorajamento, sentir-se sobrecarregado.
Vesícula biliar – Agressividade, raiva.
Este texto foi baseado em vários livros entre eles: “A Doença Como Caminho”, de Thorwald Dethlefsen e Rüdiger Dahlke – Editora Cultrix
Suzete é Naturopata, Iridóloga e Instrutora dos Exercícios Visuais. Autora do livro: Cuide de Seus Olhos
Contato: suzete@saudeintegral.com
Sites: www.saudeintegral.com, www.iridologiasp.com.br e www.metodobates.com.br

terça-feira, 3 de julho de 2012

Substitua Analgésicos

Substitua os analgésicos no combate à dor crônica

Hábitos saudáveis ajudam o corpo a relaxar e diminuem necessidade de medicação

Uma fisgada nas costas ou uma dor mais forte nas pernas, de vez em quando, não é motivo de grande preocupação - a não ser que o incômodo persista ou tenha intensidade crescente. Nessas condições, dois cuidados são fundamentais: buscar um especialista para entender a origem do problema e controlar o consumo de analgésicos, evitando a dependência deste tipo de medicamento. "O tratamento especializado para dor crônica e a mudança de hábitos ajudam a amenizá-la", afirma a anestesista Fabíola Peixoto Minson, diretora da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED). As dores mais comuns, segundo ela, afetam a coluna e a cabeça (enxaqueca). Contra elas, veja dicas simples e saudáveis. 

Exercício em grupo - foto: Getty Images

Pratique exercícios

As dores pelo corpo atrapalham a prática de exercícios e, num círculo vicioso, a falta de exercícios piora as dores pelo corpo. Algumas condições, como fibromialgia e certos desvios de coluna, impedem ou atrapalham os movimentos. Nesses casos, o acompanhamento de um fisioterapeuta ou profissional de Educação Física é fundamental. "Mas vale lembrar que a atividade física pode ser praticada em outros ambientes, além da academia", afirma a fisioterapeuta Mariana Schamas, do grupo de caminhada Pare a Dor. Caminhadas ao ar livre, dança, tai chi chuan, yoga, pilates e até serviços de casa são alternativas para melhorar o condicionamento físico. O bem-estar imediato também sai ganhando, porque há liberação da endorfina enquanto você treina e esta substância é um analgésico natural do organismo, oferecendo uma sensação de relaxamento. Praticando exercícios pelo menos meia hora, três vezes por semana, por pelo menos dois meses, você sentirá menos dores, o que diminui até mesmo o uso de analgésicos. 
Meditação - foto: Getty Images

Relaxe

Alongamento, exercícios respiratórios e meditação acalmam a mente, relaxam a musculatura e ajudam você a ganhar consciência corporal, evitando esforços desnecessários para os músculos e para as articulações. Pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, analisaram 500 estudantes que nunca haviam meditado. Os participantes fizeram um treinamento de 20 minutos da prática, durante três dias consecutivos e, depois, foram submetidos a testes com choques elétricos. Os resultados, publicados no The Journal of Pain, apontaram que ameditação ajudou a aliviar a dor, mesmo que os estudantes fossem iniciantes.
Mulher bebendo álcool - foto: Getty Images

Evite o álcool e durma bem

Muita gente acredita que um bom cálice de vinho ou até mesmo uma cerveja antes de dormir favorecem um sono mais relaxado. Mas, apesar de ajudar na dormência, o álcool provoca microdespertares durante a noite e não deixa que o sono REM (do inglês Rapid Eyes Movement, o sono mais profundo) chegue. "Quem dorme bem, descansa e relaxa mais e, consequentemente, sente menos dores", afirma a fisioterapeuta Mariana.  
Alimentação saudável - foto: Getty Images

Alimente-se bem

A alimentação balanceada previne sobrepeso e obesidade, protegendo as articulações da dor e do desgaste causados pelo excesso de peso. Além disso, muitos alimentos têm substâncias anti-inflamatórias, que ajudam no combate à dor. Nessa classe, destacam-se opções ricas em ômega-3 (como o azeite e os peixes de água fria) e em antioxidantes, encontrados na semente de linhaça, na uva (especialmente nas de cor escura) e no tomate, por exemplo.  
Diário da dor - foto: Getty Images

Investigue a dor

Escrever um diário da dor é muito importante tanto para o médico quanto para o paciente: anote o que desencadeou a dor e o que você fez para aliviar o desconforto. "O diário deve listar desde uso de medicamentos até fatores relacionados à mudança de humor, falta de sono, alterações climáticas ou problemas", afirma fisioterapeuta.  
Mulher descansando - foto: Getty Images

Respeite seu corpo

Quem tem uma dor crônica precisa se movimentar, mas isso não significa ultrapassar limites. Ouça seu corpo se ele pedir repouso e busque alternativas para melhorar sua disposição, sempre pouco a pouco. Agir de maneira agressiva, forçando esforços mais pesados, pode causar lesões e piorar ainda ais um quadro de dor. 
Momento de lazer - foto: Getty Images

Tenha momentos de lazer

Manter um hobby é alternativa para você esquecer a dor por uns instantes, o foco é direcionado para uma atividade prazerosa e o incômodo aparece em segundo plano, melhorando seu convívio social e, por consequência, a autoestima. A dança, em ritmos leves, apresenta bons resultados na melhora de pacientes com dor crônica. 


Mulher com remédio  - foto: Getty Images

Controle a medicação

Os remédios usados para tratar a dor crônica são os analgésicos e os psicotrópicos, que diminuem a ansiedade e melhoram o estado de tensão permanente comum nessas condições. Apesar de seguros quando prescritos e consumidos com a orientação de um médico, esses remédios podem dar um pouco de sonolência e prisão de ventre. "Preste atenção no seu organismo, faça anotações e fale sobre elas na próxima consulta médica, assim é possível ajustar a dose ou substituir o medicamento", afirma anestesista Fabíola Peixoto Minson, da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED). 

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Reciclando idéias


Ótimas dicas....
 
           Vai aproveitar esse começo de ano para Pintar a Casa
Entre uma demão e outra, lave e proteja o pincel em saco plástico e elástico assim as cerdas ficam úmidas por todo o tempo.

Nem se preocupe em retirar a maçaneta das portas, papel alumínio é ótimo aliado nisso.

Facilitando o dia a dia.  
Aquela tábua de corte pode ser melhor higienizada com meio limão. Corte, esfregue para retirar as sujeira dos veios, e deixe descansar por 20min antes de lavar com sabão.

Precisa despachar algum presente ou encomenda pelo correio? Pipoca é ótima para proteção do produto. (Só se lembre de envolve-lo em plástico)
Comprou caixa de vinho fechada? não jogue fora, forrada a seu gosto fica ótima para organizar os sapatos no armário ou perto da porta de entrada da casa 

Ainda aproveitando a rolha do vinho para colar no fechamento dos armário, evitando os barulhos de batida ao fechar.

Tubos de papel higiênico podem ser ótimos organizadores de fios, e também de presilhas e elásticos.

Sabe aquele porta guardanapo de mesa? pode ser ótimo para "sustentar" a correspondência em casa.

Embalagem antiga de molho pode ser ótima aliada para usar na massa de panqueca e crepe.

Comprou muito milho na feira? facilite a retirada daqueles cabelinhos com o uso de uma escova de dente (nem preciso dizer que escova nova né?)

Replantando, pode preencher o fundo dos vasos com sacos plásticos amaçados, com isso você economiza o uso de terra e substrato. PS: Só tome cuidado para não tapar a drenagem da água na rega.

Tem aquela saia de pregas para passar? não perca tempo, prenda cada uma delas usando grampo de cabelos.
E quem disse que chapinha de cabelo não ajuda a passar aquele espaço pequeno entre os botões das camisas?

Está sempre procurando a pinça na pia ou armário do banheiro? facilite a busca, basta colar um imã na lateral do armário.

Tem o costume de emprestar seus livros? mande-os sempre identificados, assim quem os tomou emprestado devolverá sem dúvida para o dono correto.

Elásticos de dinheiro também são ótimos enrolados aos cabides para segurar aquela blusa de seda ou de alcinha que insiste em cair dele sempre.

 

Organizando a bolsa ou a mala de viagem.
 
As embalagens das fitas K7, podem servir para organizar melhor aquele fones de ouvido e cabo usb

Vai passar o fds fora? ja leve seus remédios para duas doses aproveitando um porta lentes antigo.

 
Caixa de fósforo (alguém ainda usa?...rs) Podem acomodar um kit emergência de costura.

Vai a praia só levando a canga e uma cadeira? ou vai caminhar no parque? esse clip é ótimo para prender junto a roupa ou cadeira o dinheiro e a chave de casa

 
Porta óculos sem uso, pode se tornar um ótimo kit de manicure express

Tanto para levar como para voltar para casa daquela viagem. Toucas de banho acomodam bem os sapatos na mala sem sujar o resto das roupas.