Translate

Receba por e-mail nossas publicações

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Doenças dolorosas


As 10 doenças mais dolorosas do mundo

Cada pessoa tem um nível de tolerância a dor. Contudo, mesmo as mais resistentes iriam suplicar por alívio se tivessem alguma das doenças que listamos a seguir. Confira:

10 – Endometriose
Não bastassem os incômodos do ciclo menstrual e as dores do parte, as mulheres também estão sujeitas à dolorosa endometriose. A doença, que atinge em média uma em cada 10 mulheres, ocorre quando células do endométrio (que normalmente só se encontram dentro do útero) migram e crescem em outros órgãos – como os ovários, as tubas uterinas e até mesmo o intestino. Existem diversos tratamentos para aliviar os sintomas, mas não há cura para a endometriose.

9 – Gastroenterite
Os sintomas dessa doença, causada por bactérias ou vírus, não são bonitos de ver (e, menos ainda, de sentir): náusea, vômito, diarreia (que pode causar desidratação), febre, calafrios e dolorosos espasmos abdominais. Em alguns casos, a infecção pode se estender por mais de uma semana.

8 – Abcesso Dentário
A dor causada pelo acúmulo de pus em volta da raiz de um dente pode fazer qualquer um esquecer o “medo de ir ao dentista” e correr em busca de tratamento. O pior é que muitas vezes o paciente precisa tomar antibióticos antes que o dentista possa resolver o problema, já que a infecção pode “devorar” qualquer dose segura de anestesia.

7 – Otite
A inflamação do ouvido é relativamente comum entre crianças, e a dor que causa pode tirar o sono de qualquer um. Dependendo do caso, pode causar vertigem severa – e ficar de pé se torna uma tortura.



6 – Peritonite
Emergência cirúrgica, a peritonite pode levar o paciente à morte. Ocorre quando o peritônio (membrana que cobre vários órgãos abdominais) é inflamado, e a dor é tão forte que a pessoa quase sempre pede (ou suplica) para ser operada imediatamente.


5 – Torção do testículo ou do ovário
Muita gente fica agoniada só de ler sobre doenças envolvendo os órgãos sexuais – e não é por acaso. Quando os testículos ou ovários se torcem em seus próprios ligamentos (o que, infelizmente, pode ocorrer espontaneamente), a dor extrema vem acompanhada de um risco de necrose e de esterilidade. A condição é considerada uma emergência médica.

4 – Herpes-Zóster
Qualquer pessoa que já tenha tido varicela/catapora pode acabar desenvolvendo herpes-zóster em algum momento da vida, já que as duas condições são causadas pelo mesmo vírus (que, depois de uma infecção, nunca é totalmente removido do organismo). A dor é intensa e contínua, e não tem cura – apenas remédios para aliviar os sintomas enquanto o próprio corpo luta contra a infecção. Estresse e baixa imunidade aumentam as chances de se desenvolver herpes-zóster.

3 – Pedra na Vesícula
Formadas por colesterol, as pedras (também chamadas de cálculos biliares) podem escapar da vesícula e atravessar o duto biliar, o que causa uma dor extremamente forte. O problema é mais comum entre mulheres e obesos. Dependendo do caso, só se consegue remover as pedras por meio de cirurgia. Para diminuir os riscos, é recomendado evitar o excesso de gordura na dieta.


2 – Cefaleia em Salvas
Imagine uma enxaqueca dez vezes mais dolorosa. Ao contrário da convencional, a cefaleia em salvas é mais comum entre homens e afeta cerca de 0,1% da população. A dor é tão intensa que já levou pacientes a cometer suicídio. É possível diminuir a frequência e a intensidade das dores, mas ainda não há cura definitiva para a doença.

1 – Pedra nos Rins
Quem sofre com essa condição garante: a dor causada por pedras/cálculos nos rins é a pior que uma pessoa pode sentir sem morrer. Não há uma explicação definitiva para o problema (pode ser excesso de sódio, excesso de cálcio, desidratação, fatores genéticos), nem cura. Em alguns casos, é preciso remover as pedras cirurgicamente.

Fonte:[ListVerse]

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Enxaqueca


Cura da Enxaqueca

A cura da enxaqueca pode estar no uso de um suplemento alimentar à base de vitaminas do complexo B e de ácido fólico. É o que afirma um artigo científico realizado na Austrália.

O estudo contou com a presença de 50 indivíduos, que sofriam com constantes crises de enxaqueca. Estes  foram submetidos ao tratamento com estas vitaminas e a maioria afirmou que, após 3 meses, as suas crises de enxaqueca, sua intensidade e a severidade dos sintomas, diminuíram drasticamente, tendo ainda melhores resultados após 6 meses de uso do suplemento.

Segundo os cientistas, isso se deve ao fato de que os indivíduos que sofrem com enxaqueca possuem uma alteração genética e, ao consumir as vitaminas, essa alteração é atenuada, o que diminui os sintomas da doença.

Segundo os investigadores mais pesquisas devem ser realizadas para investigar se este método é realmente eficaz para todas as pessoas e qual é a dosagem exata a ser ingerida diariamente. 

Referência Bibliográfica
LEA R; COLSON N; QUINLAN S; MACMILLAN J; GRIFFITHS L. The effects of vitamin supplementation and MTHFR (C677T) genotype on homocysteine-lowering and migraine disability. Acesso em Out. 2011.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Remédios Naturais para Enxaqueca


Solução Natural para Enxaqueca

A camomila é uma excelente solução natural para combater as crises de enxaqueca. Prepare um chá e beba-o de duas em duas horas.
Para o chá: Ferva 2 copos de água e acrescente 2 laranjas picadas, inclusive com as cascas, 1 punhado de camomila e 6 folhas de louro. Ferva por mais 2 minutos e então acrescente o suco de 1 limão. Coe e beba morno.

A enxaqueca é uma dor de cabeça insistente que pode fazer com que o indivíduo tenha sensibilidade à luz e à agitação. A dor pode durar dias ou semanas. Ficar num ambiente calmo, com pouca luz, é também uma dica importante para seguir nos momentos das crises.


Gengibre para enxaqueca

Para combater a dor de cabeça e a enxaqueca, tire proveito das propriedades medicinais do gengibre e assim que surgirem os primeiros sinais e sintomas da enxaqueca, faça o seguinte remédio caseiro:

Ingredientes:
1 colher (de chá ) de gengibre moído;
1/2 copo de água  (100 ml)

Modo de preparo:
Misture os dois ingredientes e beba logo a seguir.

O gengibre diminui a produção de elementos químicos causadores da dor, e possui características anti-inflamatórias e analgésicas capazes de impedir a crise de enxaqueca.

O segredo para que o gengibre reduza bastante a dor é ingeri-lo assim que achar que a enxaqueca vai começar.


Tratamento caseiro contra enxaqueca

Um ótimo tratamento caseiro para combater as crises de enxaqueca é tomar um copo de suco de laranja natural acabado de fazer todas as manhãs, sem adicionar água ou açúcar.

Fazer um chá de gengibre e adicionar camomila também pode ser uma boa estratégia para contornar a enxaqueca.

Além disso deve-se evitar os fatores que podem desencadear a enxaqueca como música alta, stress, excesso de atividade física, longo tempo sem comer e dormir bem todas as noites.

Adaptado
 Fonte: 

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Enxaqueca


Causas da Enxaqueca
As maiores causas da enxaqueca no Brasil são a prisão de ventre e má alimentação, de acordo com uma pesquisa realizada recentemente. Quando o organismo não está bem nutrido e há o acúmulo de toxinas, seguido de uma desidratação, mesmo que seja muito leve, surge a dor de cabeça constante.

Os remédios e chás utilizados para amenizar as crises de enxaqueca funcionam temporariamente. Quando são utilizados corriqueiramente estes medicamentos acabam por ter um efeito contrário, sendo responsável pela manutenção da enxaqueca, uma vez que o organismo não consegue lutar sozinho contra a dor.

A enxaqueca pode ser tratada com acupuntura, que libera endorfinas, funcionando de maneira semelhante a um analgésico ou à homeopatia. 

Meditação também ajuda a controlar a dor e diminuir o número de crises.
A prática de exercícios físicos regulares, uma alimentação equilibrada sem jejuns prolongados e beber bastante água  também são algumas formas de driblar a dor.
Fonte: